Serviços de
Excelência

Conheça meus serviços

Sorriso gengival

A autoconfiança de um sorriso pode abrir muitas portas. Manter a saúde bucal sempre em dia, portanto, é fundamental. 

Por se tratar de um verdadeiro cartão de visitas, a busca por soluções estéticas para o sorriso tem sido frequente nos consultórios odontológicos. Com isso, os pacientes estão cada vez mais exigentes e com expectativas mais altas quanto a esses procedimentos.

O sorriso gengival é um desses fatores que motiva a procura por soluções corretivas. Por causar uma maior exposição gengival durante o ato de falar ou sorrir,  pode se tornar desconfortável para algumas pessoas. Além de causar uma desarmonia entre os dentes, gengiva e lábio.

Mas existem diversas técnicas para resolver essa questão. O sucesso de qualquer intervenção, todavia, depende de fatores etiológicos e da aptidão do profissional em propor o procedimento adequado para resolver a queixa principal e atender às expectativas do paciente.

Acompanhe a seguir o que é um sorriso gengival, quais são as suas principais causas e quais as soluções periodontais, terapêuticas e cirúrgicas existentes.

O que é o sorriso gengival?

O chamado sorriso gengival alto acontece quando, ao falar ou sorrir, as gengivas ficam expostas excessivamente. De modo geral, é considerado excessivo quando a exposição da gengiva é superior a 3 milímetros. A identificação se dá tanto pela queixa do paciente, quanto pela avaliação da exposição gengival ao sorrir.

É possível corrigir o sorriso gengival?

Caso o sorriso gengival esteja causando incômodos ao paciente, ele pode ser corrigido. O tratamento vai depender da causa para o sorriso gengival, podendo ser usado a toxina, gengivoplastia ou até cirurgia ortognática.  

Contraindicações 

Ainda que a maior parte dos procedimentos corretivos para sorrisos gengivais sejam simples e de rápida recuperação, é importante ressaltar que há algumas contraindicações que devem ser consideradas. São elas:

  • Ser gestante: durante esse período é indicado aguardar o fim da gravidez para realizar a correção.
  • Ser fumante, hipertenso, ter problemas de coagulação ou ser diabético (não controlado) devido ao aumento da dificuldade de cicatrização no pós-operatório.

Também é necessário que o paciente tenha uma boa higiene bucal e não apresente placas bacterianas e periodontite. Nesse caso, essas condições deverão ser tratadas antes da correção do sorriso gengival.

Entre em Contato

Agende Agora sua Consulta

Clinica geral e
Harmonização Orofacial
CRO-MG 58822

Redes Sociais

© 2023 Drª Luísa C. Simon. Todos os direitos reservados.

Abrir bate-papo
1
Olá
Podemos ajudá-lo?